Arquivo para março \31\UTC 2009

31
mar
09

Projeto do MinC prevê extinção da Lei Rouanet

Por O Estado de S. Paulo.O novo projeto de lei de incentivo à cultura, apresentado pelo Ministério da Cultura há uma semana, prevê a extinção da Lei Rouanet em cinco anos. De acordo com o artigo 19 do texto do Projeto de Lei divulgado pelo governo, é esse o prazo de validade do mecanismo da renúncia fiscal (que permite a empresas e pessoas físicas o abatimento no Imposto de Renda dos valores investidos na cultura). Esse dispositivo está colocando em polvorosa os setores jurídicos dos ministérios da Cultura e da Casa Civil.

Em 2009, a Lei Rouanet terá R$ 1,3 bilhão de renúncia fiscal. O governo tenta reverter a situação e mudar o artigo, para tranquilizar produtores, mas está impedido pela legislação existente. A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) prevê que, a cada cinco anos, a destinação dos recursos para renúncia fiscal seja reavaliada. A Lei Rouanet (mecanismo de incentivo criado em 1991 no governo Collor) é anterior a essa determinação, portanto não está sujeita à restrição. Uma nova Lei de Incentivo deverá ter reavaliações periódicas.

Segundo o Ministério da Cultura, há outras leis baseadas na renúncia fiscal obrigadas a se submeter à Lei de Diretrizes Orçamentárias. Nem por isso, informou o ministério, a lei tem ficado sem a renovação do mecanismo. Mas a situação está inquietando produtores. “É fundamental que tenhamos certeza que a Lei Rouanet será preservada”, disse João Leiva, consultor de marketing cultural. “A nossa visão é a da primazia do fundo sobre a renúncia”, disse Alfredo Manevy, secretário-executivo do MinC. “Que o fundo seja o grande mecanismo (de fomento), como é o Fundeb para a Educação. A centralidade da renúncia é a grande razão da reforma da Lei Rouanet.”

Anúncios
30
mar
09

Woodstock Music Bar pergunta: Você tem uma banda?

Se você não recebeu este e-mail da galera do Woodstock, saiba o conteúdo dele agora:

Inscreva sua banda para o concurso de bandas:

Local: Woodstock Music Bar
Data: Junho
Premiação: Horas de ensaio e gravação e money $$$

Mande um email para reinaldo@woodstockmusicbar.com com os seguintes detalhes:

Nome da banda
Cidade da banda
Estilo da banda

Não precisa de demo!

 

 Tá esperando o quê? Inscreva-se já!

27
mar
09

Dilei em turnê na América do Sul!

Arriba!

Para mais informações, acesse: www.dilei.net

26
mar
09

Fãs de Iron Maiden colecionam discos e histórias

Fabiano Rampazzo para o portal Terra

Mais que discos, camisetas e shows, os fãs da banda Iron Maiden colecionam histórias que vão do inusitado ao macabro. Da euforia de um fã ao receber os parabéns pelo aniversário da boca do ídolo Bruce Dickinson, à produção de fotos “artísticas” com crianças ensangüentadas e decapitadas, os adoradores da banda se manifestam e se divertem das mais diferentes formas. São fãs que, na maioria dos casos, conheceram a banda na década de 80, quando ainda eram adolescentes. Em 1985 o Iron Maiden fez seu primeiro show no Brasil, no Maracanã, durante o Rock’n Rio.

(…)
Idolatria e negócios
Com 46 anos, o comerciante Wilton Marchini é mais que um simples fã da banda. Dono de uma loja que vende discos, CDs e artigos de rock, em Americana, interior de São Paulo, Wilton Roqueiro, como é conhecido, organiza caravanas para os shows toda vez que a banda vem ao Brasil. “Para este domingo, já fechamos quatro ônibus e duas vans”, comentou ele, que vai ver a banda pela quinta vez ao vivo. Wilton disse ainda que as músicas do Iron Maiden são as mais tocadas em sua loja. Para quem se interessar, o site da loja do roqueiro também vende e entrega camisetas da banda em todos os Estados do País: http://www.hmrock.com.br.

Para ver a notícia completa, clique aqui.

24
mar
09

A perspicaz visão de Paulinha Balduino sobre o show do Radiohead, o Ronaldo da música

Denis, não fique triste!! Apesar de não ter tido show do Vanguart, sabe lá
Deus por qual razão eles foram cortados do Just a Fest, a apresentação tão aguardada dos Hermanos deixou a desejar. Mas já chego lá…Dia nublado, nem frio e nem quente, pessoas perdidas na Augusta. Peguei qualquer ônibus, ainda peguei táxi no meio do caminho e fui até o local.
Matarazzo interditada, muito trânsito e dá-lhe andar até chegar a arena.
Lembrei muito da época em que morei nos Estados Unidos e ia a shows lá… grama, cerveja, tendas. Boa estrutura, não se pode negar.

Los Hermanos no palco as 17h25 se não estou muito enganada. Me perdoem, mas apesar de jornalista também sou de alma, corpo e coração. Estava muito ansiosa para vê-los. Dava para notar que o show foi uma diversão a eles que tem se empaturrado de outros projetos igualmente dotados de sucesso e qualidade. Mas não empolgou. Show melancólico demais, lados B e com cara de ensaio aberto. Estranho!

Mais estranheza no Kraftwerk, papas do eletrônico que fizeram um show frio, sem auxílio de iluminação e efeitos suficientes para transformar aquilo tudo numa rave e fazer a galera dançar. Há quem diga, de forma maldosa assim como eu, que durante o show os integrantes do grupo alemão utilizaram artifícios como Orkut e MSN para passar o tempo. Inveja!

Já o Radiohead, bom, surpreendeu! Eu achei que seria tão melancólico quanto os Hermanos, triste e morto… e olha q sou fã, hein? Ao final das contas rolou MUITOS efeitos na iluminação, coisa de embasbacar, telões que mostravam o palco em ângulos inóspitos, Thom Yorke dançando bagarai (eu nem sabia que ele dançava), banda perfeita, voz perfeita, vibe indescritível, frio, um pouco de chuva e lama…

Jornalistas que me perdoem, mas não dá para ser imparcial falando de música, ainda mais quando se trata de uma banda capaz de mudar gerações. Surreal, memorável, algo que vou contar com orgulho aos meus sobrinhos.
*Destaques para:*

Karma Police, onde todos gritavam o refrão fortemente como se compartilhassem do mesmo sentimento, o de estar perdido!

Idioteque muito melhor do que a versão original.

Paranoid Android, onde todo mundo surtou voltando a cantar e “forçando” Yorke a cantar em coro com os presentes, mesmo após o término da execução.

Creep: último som após 2 “bis”. Juro que achei que o chão fosse afundar tamanha força e energia… Me pareceu que todos estavam desesperados por algo, desde encontrar a si mesmos, a ser valorizado por alguém.

Set List perfeito, ainda que sucessos como High and Dry e No Surprises tenham ficado de fora, assim como sons menos conhecidos como How to Disappear Completelly e 2+2=5.

*Mais Destaques:*

Para os indies em dia com seus cartões de crédito, fazendo o evento se tornar a maior concentração de roupas de grife por metro quadrado. Palmas para o São Paulo Fashion Listras!
*Banheiros:*

Desde o Ozzfest, na Virginia – EUA, eu não via banheiros tãããõ imundos…Meninas sofreram naquele negócio, viu?
*Saída:*

Assim como no show do Iron Maiden, um funil de saída, digo, apenas um portão disponível. A marcha dos pingüins paulistanos.
*Transporte:*

Parafraseando meu amigo jornalista AD LUNA, é impressionante como uma cidade como São Paulo não possui transporte coletivo durante as 24h ou algum tipo de reforço para eventos como esse. Muita gente dormiu na rua, outras tantas pagaram o que não tinha para um táxi. No meu caso, andei durante uma hora e meia atrás de um…

 

*Paulinha Balduino* é jornalista que escreve com o coração em certas ocasiões, vocal da banda ASSOMA e sim, eu encontrei o Denis!!! XD

24
mar
09

Radiohead #2: Fui, vi e surtei!

Nem sei por onde começar. Creio que desde dezembro do ano passado o pensamento era: “Tá, eu comprei o ingresso e vou. Só.” Mas a ficha ainda não tinha caído sobre quem nós estávamos falando. É Radiohead, caramba! Acho que estou tão passado ainda que só daqui um tempo essa tal ficha cairá, assim como no show dos Mutantes na Virada Cultural do ano passado.

É, o trânsito não colaborou para que eu pudesse ainda surtar com a reunião dos Los Hermanos. Prefiro bloquear isso da minha mente e só focar que eles ainda voltarão. O Kraftwerk foi uma surpresa muito bacana. Sou muito desligado da música eletrônica e, apesar de não ser um show pró-ativo, o contraste com as projeções em vídeo formaram um conteúdo bem legal, que já me levou a procurar mais sobre a banda e ouvir mais um pouco aqui na internet.

Numa pontualidade incomum em eventos musicais, às 22:00, os 30.000 creeps ali se deleitaram com a subida de Thom Yorke e seus amigos ao palco. Bem, não vou falar muito do geral pois até agora nem sei direito o que se passou ali. Tem gente que já recobrou a consciência e escreveu muito bem sobre isso.

Veja esta matéria por André Spera do Yahoo! (veja também a galeria de fotos): http://br.noticias.yahoo.com/s/23032009/48/entretenimento-jus-fest-vieram.html

Para entender um pouquinho mais sobre a minha consciência não-recuperada, veja um dos vídeos que gravei por lá:

Quem sabe daqui há algumas horas, dias, semanas, eu volto ao normal e escrevo novamente…

Ah! E eu consegui encontrar a Paulinha lá… Na saída! =P

22
mar
09

Radiohead: Tá caindo a ficha…

É, meus queridos… Chegou o grande dia!

Daqui a algumas horas, Thom Yorke e companhia sobem ao palco do festival Just a Fest trazendo a inédita performance do Radiohead aqui no Brasil. O show da turnê mundial In Raibows teve já sua primeira apresentação brazuca na sexta-feira no Rio de Janeiro e não faço a menor idéia de como foi (e para ser sincero, não me importa tanto assim), afinal, aqui estou eu em Atibaia-SP fazendo a pré-temporada, assim como os times de futebol, para esse momento sem descrição e precedentes.

Daqui a pouco vamos sair daqui e ir para Sampa para ainda poder curtir Los Hermanos (wow!) e Kraftwerk (…) e, ainda por cima, em boa companhia que, além da Audrey, que é também colaboradora aqui do Disco1, sua irmã Alessandra Olivato, cientista social formada pela USP que é professora universitária e pesquisadora do DataFolha, além de ser uma pessoa fantástica e totalmente excelente! Digita um oi para o pessoal aí, Alê: “- Oiiiii!”

Para a festa ser mais completa, quero ver a Paulinha Balduíno surtando como ela previu que iria ser… hehe.

Bom, felicidades eternas para quem vai/foi. Para quem não pôde… É! Já passei por coisa parecida… Mas vocês vão ficar bem! Não sei quando, mas ficarão…

Enquanto isso, deixo aqui o clipe de uma das minhas músicas favoritas (e clipes favoritos também!) para deleite dos senhores. Quando me recuperar pós-show, escrevo por aqui.




Trailer do doc. “Nós Vamos Continuar Falando de Música”

Movimento “Salve o Casarão!”

Participe!

+ Disco1

Twitter

PARCEIROS E AMIGOS

CONTATO

(19) 3601.7447

(19) 9277.1432